segunda-feira, setembro 03, 2012

Mediunidade e Evangelho - A Obra é de Deus (1 Coríntios, 12: 17 e 18)


Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde estaria o olfato?
Toda unidade coletiva é formada das partes. Os universos são compostos de sóis e planetas; países, de estados e municípios; famílias, de homens e mulheres; órgãos, de tecidos e células.
Todas as partes têm sua função específica, e importância no contexto, para que um organismo funcione perfeitamente, todas elas têm de estar devidamente ajustadas ao objetivo maior.
No ser humano este ajuste é representado pela máxima cristã “amai ao próximo como a si mesmo”, significando a perfeita harmonia entre a Lei de Conservação e a de Amor e Caridade.
Assim, da mesma forma que os sentidos voltados ao equilíbrio orgânico têm que se harmonizarem concorrendo para um funcionamento adequado do vaso físico, no homem integral, os fatores físico, espiritual, emocional e ambiental, têm de estar também equilibrados; o mesmo acontecendo na comunidade voltada para um objetivo comum – o movimento espírita por exemplo – onde as partes constituintes desta, no caso, os seres humanos que a compõem, devem estar também conjugados e voltados para o bem comum e o interesse geral da obra.
Pois se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde estaria o olfato?
Mas, agora, Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis.
Para que o Espírito realize sua evolução e consequentemente o “retorno ao Criador”, ele é projetado na matéria dentro de uma hierarquia universal, e conjugando liberdade e obediência caminha para a perfeição, tudo isso sob orientação superior e atendendo a um plano maior da Criação.
Cada um deles como [Deus] quis. Por mais que exteriorizemos nossos recursos potencializados, por maior que seja nosso ajuste aos desígnios universais, jamais poderemos, como nos alertou o Cristo de Deus, acrescentar um côvado à nossa estatura. Tudo está disposto consoante a Vontade do Pai, Ele é o Incriado e o Inatingível, Ele colocou os membros no corpo como quis, e a nós cabe, atendendo aos impositivos da Lei, realizar o melhor que nos cabe dentro de nossa faixa de ação própria.
Tudo isso o façamos com alegria e não gemendo, porque isso não nos seria útil.1
Assim, antes de semear a insatisfação e a discórdia em qualquer movimento voltado para o Bem e ao serviço ao semelhante, analisemos qual é o interesse comum, qual a nossa tarefa dentro do plano mais amplo, sintamos que Deus, através do Cristo, está sempre na direção e que tudo tem a sua razão de ser, pois segundo o excelente conselho do mestre de Paulo:
se esta obra é de homens, se desfará, mas, se é de Deus não podereis desfazê-la; para que não aconteça serdes também achados combatendo contra Deus.2
1 Hebreus, 13: 17
2 Atos, 5: 38 e 39

Um comentário:

Morgan Nascimento disse...

Olá, parabéns pelo blog!
Se você puder visite este blog:
http://morgannascimento.blogspot.com.br/
Obrigado pela atenção