quinta-feira, maio 05, 2022

Segredos Do Apocalipse - Os Cento e Quarenta e Quatro Mil (quem são?)

#Pública


                                                                                                                                                                                                                        


Ouvi então o número dos que tinham sido marcados: cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos dos filhos de Israel.

(Apocalipse, 7: 4)


Podemos ver este "outro anjo" também simbolizando a própria Lei Maior da Vida, pois ele era o encarregado de marcar as criaturas com o distintivo que as caracterizariam como "servos de Deus". Pois sabemos, esta marca ou "selo", é dada ao Espírito naturalmente quando ele adere ao Plano Operacional do Criador, não sendo ninguém encarregado de ficar selando uns e outros.

O número dos que tinham sido marcados: cento e quarenta e quatro mil. Este é claramente um número simbólico. Não significa literalmente que apenas esta quantidade de Espíritos serão reconhecidos como pertencentes à Seara do Senhor.

Tem dado muito trabalho para os estudiosos deste texto descobrirem quem são estes marcados, sendo que algumas seitas garantem que são só os seus seguidores os pertencentes a este número de salvos.

Nada há mais pretensioso e ridículo do que isto, como se Deus estivesse limitado às paredes de um determinado templo ou crença religiosa. Por melhor que esta fosse isto não seria possível.

Apenas em nosso Orbe existem aproximadamente vinte quatro bilhões de Seres em evolução1 conforme nos orientam os Espíritos superiores; seria muito pouco se só cento e quarenta e quatro mil se salvassem seguindo adiante rumo a Deus. Se assim fosse, teríamos em Deus um Pai bastante infeliz por ter perdido a maioria de Seus filhos.

Sendo assim, voltamos a dizer, trata-se de um número simbólico que se refere mais a qualidade do que a quantidade. Cento e quarenta e quatro é um número pertencente à equação do "doze". Este por sua vez é um número que expressa universalismo. São doze as tribos de Israel e isto tem grande significação, do mesmo modo doze os apóstolos de Jesus, doze os meses do ano. Centro e quarenta e quatro é doze vezes doze o que amplia ainda mais este conceito de totalidade e universalidade.

O que este número quer dizer é que todos, ao seu tempo, que pertencem ao Israel de Deus que é toda humanidade, se salvarão, te todas as tribos de Israel virão Espíritos para o Reino do Pai Eterno que é Amor.


Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, não tenho prazer na morte do perverso, mas em que o perverso se converta do seu caminho e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois por que haveis de morrer, ó casa de Israel?2


Portanto, o único evento determinístico da evolução é o aperfeiçoamento dos Espíritos, todos chegarão à perfeição mais cedo ou mais tarde, com maior ou menor sofrimento, isto é questão de cada um, como cada um escolher e levar a sua vida.

Deus criou o Céu que é o Mundo Espiritual Superior onde não existe matéria e nenhuma de suas contaminações, e todos chegarão lá, esta é a Vontade do Criador e Sua Vontade é Lei.

Todavia isto não impede que neste momento significativo de nosso planeta muitos Espíritos rebeldes não se ajustem ao caminho do Bem e ainda tenham que passar por sofrimentos que lhes parecerão eternos. Entretanto, a palavra "eterno" que quer dizer o que não teve princípio e nem fim só pode ser aplicada a Deus. Assim, nenhum sofrimento será eterno, mesmo que muito longo ele terá fim um dia quando aquele que sofre reconhecer a grandeza do Criador e os objetivos da vida e assim se converter do mau para o bom caminho que é o de Deus apontado por Jesus Seu Cristo.


1 Estes são números apenas de nosso planeta entre os encarnados e desencarnados. Pensemos que no Universo existem inumeráveis planetas como o nosso, espalhados por bilhões de Sóis e Galáxias. Deus não é Deus só do planeta Terra, mas de Universos…

2 Esequiel, 33: 11


  

Siga-nos também no:

 @claudiofajardoautor


Nenhum comentário: